Fatec-Matão recebeu sua segunda turma

Aula inicial aconteceu na noite da segunda-feira (5), após o cerimonial de boas vindas


Na noite da segunda-feira (5), a Faculdade de Tecnologia do Estado (Fatec-Matão) recebeu os alunos da segunda turma do curso de Análise de Processos Agroindustriais para a primeira aula. Na sede provisória da unidade (Avenida Habib Gabriel, nº 1.360, confluência com a Avenida Baldan), representantes de empresas e do poder público municipal deram as boas vindas.

O cerimonial realizado por Carla Kamel (assessoria de comunicação da Prefeitura) anunciou a seguinte Mesa Diretora: professor mestre Marcelo Rodolfo Picchi (diretor da Fatec-Matão), professora doutora Angelita Moutin Segoria Gasparotto (coordenadora do referido curso), Ricardo Bambozzi Marchesan (gerente de Projetos da Marchesan), Alexandre Sávio Tessi (diretor de Operações da Baldan).

E também: Heloiza Rossi Justino de Oliveira (analista de Recursos Humanos, área de treinamento e desenvolvimento da Predilecta), Luis Constante Mansini (presidente da Câmara Municipal) e Willian Di Gaetano Bassi (representando os alunos da primeira turma). Todos deram seus depoimentos à segunda turma, que inicia as aulas com 40 alunos.

Após as boas vindas, Angelita e o professor mestre Marcos Pandolfi (das disciplinas de Introdução a Modelagem de Análises e Processos; e de Gestão de Projetos) deram continuidade aos primeiros momentos dos novos alunos. Destaca-se que dos 40 que ingressaram na primeira turma, 37 continuam em aula – sendo que três de outras cidades pararam por problemas com transporte.

“O curso de Análise de Processos Agroindustriais decorre da demanda de empresas locais. É inovador em sua característica dual, pois parte do aprendizado acontece nas empresas parceiras. É oferecido no período noturno, sendo a parcela integradora junto às empresas praticada em período diurno”, diz Marcelo Picchi, ressaltando o crescimento da Fatec-Matão no primeiro semestre de 2019.

“Foram cinco meses de desafios, superados ao longo dos dias, com conquistas atendendo as necessidades do caminhar pedagógico. Já contamos com dois laboratórios de informática e salas de aula com a infraestrutura necessária. Outros suprimentos virão para atender o que a Fatec-Matão precisa. O mais importante é que o sentido de união entre os parceiros permanece e, sobretudo, a prática com as empresas parceiras motiva nossos alunos”, resume o diretor.

“A inovação que este curso no modelo dual traz é muito importante para os desafios do mercado de trabalho, pois enfrentamos mudanças e muitas exigências relacionadas à Indústria 4.0. Nossas empresas carecem destes profissionais em formação pela Fatec-Matão. Se quisermos continuar sendo relevantes no cenário industrial brasileiro e também mundial, teremos que se adaptar a um novo tempo. E a Fatec-Matão é nossa parceira neste e em outros quesitos”, sintetiza Ricardo Marchesan.

“A Fatec-Matão está em seus passos iniciais. Pensamos numa unidade muito grande, com altas tecnologias, múltiplas opções, num polo de ensino que fortaleça a indústria de Matão e também da região. Essa Fatec começa a surgir. Os governos do Estado, do município e nós, parceiros, teremos que empreender para dar à Fatec-Matão o futuro que vislumbramos. E precisamos da força principal para isso: vocês, alunos! Por favor, pensem grande!”, indica Alexandre Tessi.

“Informo que a Fatec-Matão começa a despontar nos primeiros lugares de rankings existentes entre as Fatecs do Estado de São Paulo. Vamos trabalhar e colher muitos bons frutos juntos”, coloca Angelita. “Certamente, alunos, empresas, professores, a equipe da Fatec-Matão e outros parceiros se esforçarão muito para que tudo se torne melhor para todos”, perspectiva Heloiza. “O Executivo e o Legislativo continuarão caminhando juntos aos demais parceiros da Fatec-Matão”, afirma Mansini.

“O curso é muito intenso, com matérias bem atualizadas. Os professores, coordenação e direção, enfim, a equipe Fatec-Matão é comprometida em oferecer o melhor para nós. Temos ensinamentos complementares, como palestras, visitas a feiras e conhecimentos práticos em empresas, por exemplo. Este primeiro semestre fez os que estão trabalhando crescer como profissionais e aos alunos terem a certeza do caminho certo. Parabéns a vocês por estarem conosco!”, resenha Willian Bassi.

FATEC-MATÃO

No último dia 11 de fevereiro, o governador João Doria assinou o decreto de criação da Fatec-Matão, publicado no dia seguinte no Diário Oficial do Estado. Com a proposta de atender às demandas do arranjo produtivo local, a unidade recém-criada iniciou atividades com o curso superior de Análise de Processos Agroindustriais. A nova graduação tem grande integração entre a teoria, aprendida em sala de aula, e a prática, desenvolvida dentro de empresas, num modelo dual inédito.

As aulas da primeira turma começaram no dia 18 de fevereiro. As aulas teóricas acontecem de segunda a sexta-feira das 19h às 22h30 e as práticas ocorrem de acordo com a disponibilidade das empresas e dos alunos. O primeiro vestibular desta unidade – realizado no dia 9 de dezembro de 2018 – registrou 5,05 candidatos por vaga, demonstrando o interesse da comunidade pelo curso.

Baldan, Marchesan, ATA-Antoniosi, Predilecta e Supley são as parceiras iniciais em Matão, bem como o poder público local, numa perspectiva futura que poderá atingir R$ 80 milhões de investimentos. O modelo exige a criação de uma estrutura específica e projeta investimentos para que haja acesso ao que há de mais moderno em tecnologia. É um modelo aberto, em perspectiva ao futuro da educação tecnológica no país.


Fonte: Rogério Bordignon


  • Compartilhe com os amigos:


Deixe um comentário



Comentários